5 perguntas para… Bianca Caravelos, criadora da Elo Acessórios

By 17 de março de 2016 5 perguntas, moda, principal, rio de janeiro

Algumas pessoas parecem que têm tanta personalidade e intensidade em si que acabam transbordando e ocupando o que está por perto delas. A Bianca Caravelos é assim. Basta dar uma olhada nas fotos que ela posta no Instagram ou fazer cinco perguntas para ela, como nós fizemos, para perceber que essa menina é pura inquietação e criatividade. Tanto, que ela divide um muito dessas características com os acessórios que cria. Dona da Elo Acessórios, a Bianca doa o estilo dela para os brincos, colares, pulseiras, arcos e tudo o mais que cria. As peças dela são muito coloridas, marcantes e têm uma cara própria, se destacam da pasteurização que a gente, muitas vezes, vê no mercado de acessórios. Na flor dos seus vinte e poucos anos, Bianca acumula a experiência de quem não cansa até encontrar a satisfação pessoal e vende  acessórios que falam, mesmo inanimados.

elo acessórios

Primeiro, a gente queria que você contasse um pouco de você. Quem é a Bianca Caravelos? Bom, eu era uma menina que só pensava em estudar (hahahaha,  tipo o Charlinho) e passei toda a minha adolescência sonhando em ser veterinária. Quando consegui, fiquei uma semana na UFF e pedi pra sair. rs! Meu namorado da época disse que eu achava que era só dar banho e tosa. Ele estava certo. Depois de abandonar a faculdade aos 17 anos (a gente tem que escolher TÃO cedo), fiquei meio barata tonta e decidi fazer Farmácia. Não só fiz, como me formei, fiz duas pós-graduações, fui monitora da farmácia universitária lá na UFRJ e ficava feito louca catando cursos na área para ver se me apaixonava por alguma coisa. Não rolou. Nunca rolou. Nunca senti aquela empolgação que via nas pessoas e isso me deixava bem triste, afinal, a gente passa mais da metade da vida trabalhando, né? Um dia, já aos 25 anos, uma amiga me perguntou se eu não queria substituí-la em um trabalho com produção de moda. Aceitei, amei, me matriculei na faculdade e aqui estamos. 🙂

Nada foi fácil. Moro no subúrbio do Rio (em Irajá ♥) e a faculdade ficava em Ipanema. Claro que enquanto estudava não deixei de trabalhar (como farmacêutica mesmo!), então meus horários eram bem puxados. Nunca tive carro (até hoje não quero) e tenho o maior prazer em andar a pé, pegar metrô, trem, observar as pessoas e estar em todo canto da cidade. Sou a típica geminiana, ou seja, quero fazer um monte de coisas ao mesmo tempo, mas precisei focar na Elo.

bianca estilo

Sempre vemos seus looks lindos no Instagram. Como é a sua relação com a moda? Minha relação é o que chamo de moda intuitiva. Nem sei de onde tirei isso, mas basicamente sempre foi assim. Claro que aprendi muito depois que comecei e trabalhar na área e de alguma forma isso me obriga a estar sempre com as anteninhas ligadas, mas, sinceramente, levo tudo como uma grande brincadeira, me divirto mesmo! Quer um exemplo? Talvez você nunca me veja inteira de preto (e nem monocromática). Simplesmente não consigo! Digo isso porque já tentei, mas não dá. rs! A roupa diz tanto sobre a gente. Eu falo alto! Meus looks também falam. Nunca fui discreta pra nada. hahaha Tento me respeitar e me encontrar dentro de tanta coisa pasteurizada que a gente vê por aí. Acho que tenho conseguido, mas é um exercício sempre. E eu adoro.

Como é seu trabalho com a Elo Acessórios? Bem, no último período da faculdade de moda eu larguei de vez a farmácia e comecei a trabalhar no estilo de uma marca, a Lucidez. Fiquei lá um pouco mais de um ano como assistente mas pedi demissão pra ficar só com a Elo. Eu me sentia extremamente sufocada! Pelas ‘tendências’, pelo calendário, pelos prazos e tantas outras coisas. Isso tudo limita demais a criação e não adiantava mais fugir de algo tão genuíno em mim: não sou uma pessoa de prazos e planilhas. Sou total criação e produto. Já cheguei a sonhar com as peças!  Tenho muito prazer no que faço. Recomendo que todo mundo experimente trabalhar com o que ama. Pode parecer clichê, mas você não trabalha mais um dia sequer. É sempre um momento delicioso.

bianca acessórios

O quanto tem de você nas suas criações e de onde vem sua inspiração para criar? Você acha que a cidade influencia no seu jeito de se vestir e de criar? Bom, eu estou toda ali. Cada detalhe, cada mistura de cor, de elementos, e todo o conceito. Quanto a isso de inspiração, sinceramente, não tenho uma resposta concreta, porque não sei. Não tenho uma vida perfeita, não corro na praia todos os dias, não faço curso de francês e não frequento lugares hypados no fim de semana. Tomo minha cervejinha, dou umas risadas e ok. hahaha Talvez por isso tenha tanto de mim na Elo. Porque a minha vida é de verdade, muito longe de ser perfeita, e eu acho isso ótimo. Quase não vejo os desfiles das semanas de moda, por exemplo. Acho que atrapalha. A gente acaba voltando o olhar demais pra tudo aquilo e esquece de seguir a própria intuição e sensibilidade. Mas veja bem, isso não é uma crítica aos métodos de ninguém, viu? É só meu jeitinho de funcionar.

Sou do Rio, mais precisamente do Irajá! Olha, a cidade influencia pra caramba. Tanto no meu jeito de vestir quanto no que crio. Na verdade as duas coisas andam juntas, porque pra mim montar um look também é criar. Acho o Rio absolutamente inspirador em todas as suas nuances. Do Baile Charme do Viaduto de Madureira (um show de looks maravilhosos e mulheres LINDAS) ao sossego da prainha.

Pra fechar, a gente sempre pergunta aos nossos entrevistados se eles têm algum cantinho preferido na cidade. Qual aquele lugar que te inspira, que te dá um fôlego novo? Hahaha! Outra coisa que não tenho. Talvez um mergulho no mar, mas pode ser qualquer um. Aliás, nem precisa ser no Rio. 🙂

Júlia Faria e Viviane da Costa

2 Comentários

  • Reply Amanda 18 de março de 2016 at 08:07

    Gente, que menina linda e criativa!!! E uma mulher real, o que é mais especial ainda. Gostei muito das criações e dos pensamentos dela.

    • Reply Viviane da Costa 21 de março de 2016 at 12:44

      Oi, Amanda! A Bianca passa mesmo essa sensação de mulher real, de pessoa que não é super em tudo, mas que se destaca por ser tão espontânea e criativa, né? Nós amammos conhecê-la! E ficamos muito inspirada pelo jeito dela e pelo que ela produz. Que bom que você também curtiu e teve essa percepção parecida com a nossa. Beijos e obrigada pela visita!!

Deixe uma mensagem