5 perguntas para… Fernanda Hinke e Cristiane Helena, da GoBikeRio

By 13 de outubro de 2016 5 perguntas, principal

Há algum tempo,  nós fizemos um grande passeio de bike pelo Rio, pedalando aleatoriamente por algumas das ciclovias da cidade. Ao fim da jornada – sim, foi uma loonga jornada – nós estávamos felizes, ~cansadas~ e cientes de que conhecíamos bem pouco das possibilidades que a cidade oferece a quem se desloca por ela de bicicleta. Foi por isso, por essa falta de conhecimento, que nós amamos de cara a GoBikeRio. Não vamos contar muito sobre o projeto para não estragar a surpresa da entrevista, mas podemos dizer, que trata-se de uma empresa que profissionalizou os passeios de bike. Duas especialistas no assunto montaram pacotes para te ajudar a conhecer o Rio de bicicleta e, com isso, incentivam o uso do meio de transporte para promover, cada vez mais, entre moradores e turistas, a consciência de que uma cidade que pedala é uma cidade mais feliz: menos poluída e barulhenta, mais ativa e respeitosa. O meio ambiente agradece! Conheça Fernanda Hinke e Cristiane Helena, donas dessa ideia incrível!

O que é a GoBikeRio? A Go Bike Rio é uma empresa especializada em turismo de bicicleta para estrangeiros ou brasileiros, assim como para os próprios cariocas, que queiram conhecer a cidade e a história do Rio de Janeiro de maneira diferenciada. Acreditamos que conhecer uma cidade de bike é muito mais ecológico, saudável e divertido do que qualquer  outro meio de transporte. A ideia surgiu em 2014. Nós duas já trabalhávamos juntas levando turistas brasileiros para conhecer a cidade de Paris de bike. Quando a Cris resolveu voltar para o Brasil, decidimos expandir o projeto para o Rio de Janeiro, pois nós duas somos apaixonadas por esta cidade e também por ‘influenciar’ as pessoas a andarem de bicicleta. Acreditamos que quanto mais experiências prazerosas as pessoas viverem em cima de uma bike, mais pessoas vão adota-la como opção para meio de transporte. Muitas vezes também, colocamos motoristas que jamais usariam a bicicleta como meio de transporte em suas cidades no papel de ciclista por um dia. Contribuindo para a melhora  na relação motorista/ciclista.

gobikerio-8

Quem são as duas mulheres por trás dessa iniciativa? Como vocês se conheceram? Fernanda: eu sou paulista, tenho 35 anos, sou formada em Comunicação e empreendedora desde muito novinha. No Brasil , trabalhei com moda por mais de 10 anos, depois mudei-me para o Canadá para um ano sabático e me apaixonei pelo movimento de arte urbana e o lifestyle da bicicleta  para o lazer e como meio de transporte, assim como também uso a bicicleta com uma ferramenta para pesquisar arte na rua. Há 5 anos, moro em Paris e sou envolvida em muitos projetos relacionados a cena de streetart, mas meu trabalho principal é desenvolver e administrar passeios de bike para turistas em Paris e na França. Nos últimos três anos já levei mais de 3.500 brasileiros para pedalar comigo ou com minha equipe. Atualmente, me divido entre Paris e Rio de Janeiro por conta da GoBikeRio.

Nós nos conhecemos em Paris, por outros amigos brasileiros. Primeiro, nos tornamos amigas e depois a Cris foi meu braço direito no ano de 2014, na minha equipe de bike. Fizemos muitos rolês de bicicleta pela cidade e também uma cicloviagem de três dias pela região da Borgonha, na França. Ah, sem contar que a Cris foi minha personal trainer por um tempo também, era muito divertido e inusitado, as aulas eram ao ar livre na elegantíssima Place des Voges em Paris.

Cristiane: sou mineira, tenho 33 anos e moro no Rio de Janeiro há dois anos. Entrei no turismo bem por acaso. Sou personal trainer há oito anos e tive a oportunidade de fazer um mestrado em Paris, onde morei por cinco anos. Foi lá que toda minha paixão pela bicicleta começou. Pedalando e trabalhando com a Fernanda, me encantei pelos passeios turísticos de bike, e claro que pensei: ‘nada como unir paixão e trabalho!’. Dessa forma, voltando ao Brasil, apesar da larga experiência que já tinha como guia de bicicleta, eu quis fazer o curso de Guia de Turismo para me aprofundar no turismo do Rio de Janeiro e descobri que era inevitável desenvolver um roteiro pelo centro da cidade. A Cidade Maravilhosa tem muita história interessante para contar!

Quais são os serviços oferecidos pela empresa? Atualmente no site temos dois roteiros: Passeio Carioca e Passeio Centro Histórico. Em breve, vamos lançar um terceiro que é segredinho ainda, mas que está ficando show de bola! [Dica Um fôlego: uma olhada atenta no site da empresa pode te dar uma pista sobre esse segredo!] O Passeio Carioca tem três horas de duração e passa pelas principais praias da cidade, incluindo a Lagoa e o bairro de Botafogo. O valor é R$ 120,00 e inclui um delicioso açaí, além de bike e equipamentos de segurança, assim como a guia bilíngue. O Passeio Centro Histórico tem quatro horas e meia de duração e passa por Copacabana, Aterro do Flamengo e explora os principais pontos históricos do Centro. O valor é R$ 150,00 incluindo bike, equipamentos de segurança e guia bilíngue.

Alguns dos lugares que você pode visitar fazendo os passeios de bike da empresa

Alguns dos lugares que você pode visitar fazendo os passeios de bike da empresa

Como vocês avaliam o Rio, do ponto de vista do ciclista. O que é positivo e o que precisa melhorar ainda? O Rio é considerado uma das melhores cidades da América Latina para pedalar, ficou em 16º lugar do mundo em 2013, no relatório da Copenhagenize Index. A cidade é, de um modo geral, bem plana e tem mais de 400 quilômetros de estruturas cicloviárias. Mas ainda precisamos melhorar e muito. Na nossa opinião, o fator crucial para que se possa pedalar com mais tranquilidade pela cidade é a atitude dos motoristas em relação à presença da bicicleta nas ruas, em especial os motoristas de ônibus e de táxi. O motorista aqui, de uma forma geral, acredita que o ciclista deve andar somente em ciclovias ou na calçada, e sofremos a consequência dessa crença. Esse tipo de motorista, muitas vezes, é agressivo e buzina muito. Mas o código de trânsito brasileiro não somente permite ao ciclista pedalar pela pista de rolamento como também determina que nesse caso, a preferência é para circulação de bicicletas.

Para cada uma de vocês, qual é o canto mais gostoso do Rio, aquele para o qual vocês correm quando querem relaxar ou que sempre indicam para amigos e conhecidos como indispensável? Fernanda:  difícil dizer apenas um lugar, mas eu sou apaixonada pela Lagoa Rodrigo de Freitas. Quando estou na cidade, gosto de pedalar lá todos os dias e meu sonho é que ela se torne segura suficiente para poder fazer isso à noite, quando ela está toda iluminada, com reflexo das luzes na água. Acho simplesmente mágico!

Cristiane: difícil mesmo! Atualmente, meu canto preferido tem sido a praia do Arpoador. Nessa época do ano, em dias de semana, a praia fica quase deserta, o mar calmo e a água cristalina! Para mim é mágico dar um mergulho com o Morro dos Dois Irmãos preenchendo a paisagem.

Se você quer conhecer um pouco mais as duas mulheres por trás desse projeto e as motivações delas para colocar as bikes no mundo, aproveite esse vídeo produzido por elas:

1 Comentário

  • Reply Viviane da Costa 25 de outubro de 2016 at 10:11

    PC, você é muito desses!! Amei sua mensagem. Muito, muito, muito! Torço demais pelo seu sucesso. Vamos marcar aquele Skype para organizar as ideias!!

    Beijão, Vivi.

Deixe uma mensagem