Browsing Tag

artes

Um bate-papo com… Talita Chaves, do Inside the office

By 25 de outubro de 2016 5 perguntas, principal, rio de janeiro

Você deve estar acostumado com as entrevistas de cinco perguntas aqui do Um fôlego e pode ter estranhado esse ‘bate-papo’ aí do título. É uma mudança, sim. Para melhor! Eu espero… rs Quando marquei uma entrevista com a jornalista e fotógrafa Talita Chaves, do Inside the office, a ideia era manter o padrão, mas a conversa foi tão fluída e espontânea, que eu achei que seria não valia  a pena colocá-la na caixinha de costume. E foi assim que resolvi mudar e espero que você goste da experiência.

Virtualmente, conheci a Talita não me lembro quando, só sei que foi encanto à primeira navegada. Descobri o site dela graças a um post do Durval Amorim e fiquei horas lendo as histórias que ela contava, admirada com o texto, tão íntimo e cuidadoso, e com as fotos, coloridas, bem feitas, vivas. Fiquei com a ideia de que ela era uma pessoa alegre, para cima, que deveria aparecer aqui no blog. Depois de algumas tentativas, finalmente marcamos um café da manhã em Ipanema. E, totalmente por acaso, calhou de esse encontro ser justamente no primeiro dia de primavera: 22 de setembro. Percebi isso depois e gostei da coincidência. O dia estava azul no Rio, com a temperatura começando a esquentar, mas ainda amena, um cenário propício para o papo que tivemos sobre transição de carreira, a busca por um trabalho que te faça feliz e o universo do empreendedorismo digital.

Continue lendo…

You Might Also Like

Um caso de amor com a multimarcas Dona Coisa

By 11 de novembro de 2015 principal, rio de janeiro, turismo

Quem recebe nossa newsletter já sabe que eu estou completamente apaixonada pela Dona Coisa, uma loja – que vende roupas e acessórios, peças de artes e decoração, além de ter uma lanchonete – que fica no Jardim Botânico. Há tempos eu queria fazer uma visita e ela finalmente saiu na semana passada. A sensação que melhor define minha primeira impressão foi o encantamento de uma criança diante de qualquer descoberta. Eu não sabia qual prateleira queria olhar e fotografar primeiro. Dei umas três voltas pela loja até, finalmente, parar em um lugar e começa a observar tudo com calma. Depois, cheguei em casa achando que tinha tirado poucas fotos. Tirei mesmo. Uma visita só não é suficiente para você absorver tudo o que tem lá dentro, mas já rende uma tarde deliciosa. Ou, ainda, no meu caso, um post bem legal para apresentar a você mais um lugar maneiro do Rio. 😉

Continue lendo…

You Might Also Like