Browsing Tag

design

Um bate-papo com… Talita Chaves, do Inside the office

By 25 de outubro de 2016 5 perguntas, principal, rio de janeiro

Você deve estar acostumado com as entrevistas de cinco perguntas aqui do Um fôlego e pode ter estranhado esse ‘bate-papo’ aí do título. É uma mudança, sim. Para melhor! Eu espero… rs Quando marquei uma entrevista com a jornalista e fotógrafa Talita Chaves, do Inside the office, a ideia era manter o padrão, mas a conversa foi tão fluída e espontânea, que eu achei que seria não valia  a pena colocá-la na caixinha de costume. E foi assim que resolvi mudar e espero que você goste da experiência.

Virtualmente, conheci a Talita não me lembro quando, só sei que foi encanto à primeira navegada. Descobri o site dela graças a um post do Durval Amorim e fiquei horas lendo as histórias que ela contava, admirada com o texto, tão íntimo e cuidadoso, e com as fotos, coloridas, bem feitas, vivas. Fiquei com a ideia de que ela era uma pessoa alegre, para cima, que deveria aparecer aqui no blog. Depois de algumas tentativas, finalmente marcamos um café da manhã em Ipanema. E, totalmente por acaso, calhou de esse encontro ser justamente no primeiro dia de primavera: 22 de setembro. Percebi isso depois e gostei da coincidência. O dia estava azul no Rio, com a temperatura começando a esquentar, mas ainda amena, um cenário propício para o papo que tivemos sobre transição de carreira, a busca por um trabalho que te faça feliz e o universo do empreendedorismo digital.

Continue lendo…

You Might Also Like

5 perguntas para… Fernanda Ventura, da Clin

By 6 de outubro de 2016 5 perguntas, principal, rio de janeiro

A primeira vez que eu encontrei a Clin em uma feira de jovens empreendedores do Rio foi como amor à primeira vista. Fiquei encantada, principalmente, pelas pedras usadas nas bijuterias, que dão às peças leveza e personalidade, ao mesmo tempo. Combinadas com um design bem clean – desculpem o trocadilho -, a pedras dão aos brincos, anéis e colares uma certa exclusividade, afinal, os formatos delas não se repetem, embora se assemelhem. A marca, criada por Fernanda Ventura e Handyara Rocha, valoriza o produto nacional, o que dá ainda mais gosto de ver as criações e pensar que é tudo muito ‘coisa nossa’. Nós batemos um papo com a Fernanda, a designer – e faz-tudo – da Clin, sobre o processo de criação dela, o mercado criativo carioca e as dores e delícias de tocar o próprio negócio.

Continue lendo…

You Might Also Like

5 perguntas para… Camila Faria, do Não Me Mande Flores

By 9 de junho de 2016 5 perguntas, cinema, cultura, inspirações, principal, rio de janeiro

Leveza. Se eu tivesse que definir em uma palavra a jornalista Camila Faria, seria essa. Aliás, eu estenderia essa definição ao nosso papo, que você vai poder ler já, já, assim que eu acabar de falar um pouco mais sobre a entrevistada de hoje, afinal, eu não preciso usar uma palavra só para defini-la. 😉 Camila, dona do lindo blog Não Me Mande Flores, trabalha hoje como redatora. Aliás, ela faz isso desde que estava na faculdade. No blog, a gente percebe que o jeito fluido de escrever é uma das marcas dela. Você pode ficar horas e horas lendo um post atrás do outro, sem perceber que está hipnotizado em frente à tela do computador. ‘Sempre me interessei muito por literatura e por textos em geral e, quando iniciei a faculdade me encantei pelo aspecto introspectivo do trabalho de redator. Existe algo de mágico nessa relação direta com as palavras, algo pulsante, que eu não encontrei em nenhuma outra atividade‘, conta ela. E a gente percebe que ela trata bem as palavras, é gostoso acompanhar a escrita da Camila. No blog, ela divide inspirações com os leitores, fala sobre design, cinema, beleza, literatura, o Rio, tudo o que a inspira. Aqui, ela fala mais sobre isso tudo e a forma como ela vive. Você vai ler em um piscar de olhos a entrevista de hoje. E, eu espero, vai adorar.

Continue lendo…

You Might Also Like

5 perguntas para… as irmãs Braga, da Farpas

By 3 de março de 2016 5 perguntas, principal, rio de janeiro

Roberta e Lorena Braga, duas irmãs tijucanas para lá de criativas, são as criadoras de um projeto que representa muitíssimo bem a união do útil ao agradável, a Farpas. Vivemos uma cultura super acelerada que, muitas vezes, rouba de nós algumas experiências que a era analógica proporcionava. Ter tempo para construir coisas é um exemplo de hábito que, de certa forma, caiu em desuso e que, para nossa felicidade, foi resgatado pela Farpas, que produz móveis de encaixe, montados pelos próprios donos. É como brincar de Lego: as peças estão todas lá e você só precisa juntá-los direitinho e se divertir. Nesse caso, a diversão se transforma também em utilidade doméstica.

Roberta tem 22 anos e é formada em Design de Interiores, Lorena, de 25, é formada em Arquitetura e Urbanismo. As duas sempre foram apaixonadas por design, pela criação de coisas, por desenhar, pintar, por tudo o que podiam fazer usando a criatividade e as mãos. Sabendo disso, é fácil entender o processo de criação da Farpas. Estava no sangue e nas brincadeiras de criança das irmãs. Com a maturidade, os sonhos se tornaram tangíveis e hoje estão por aí decorando as casas dos clientes. Nessa entrevista, elas falam sobre inspirações profissionais e sobre como o Rio também faz parte do trabalho delas.

Continue lendo…

You Might Also Like