Um fôlego e o desejo de ser sinônimo de coisa boa

Sabe aquela respiração que antecede o primeiro beijo? Quando você toma fôlego, o mundo inteiro fica suspenso e dá para perceber que – finalmente! – algo bom vai acontecer? Acontece com o primeiro e com todos os seguintes. Sempre tomamos fôlego antes de beijar. E de falar. De mergulhar. De relaxar. São breves segundos que passam quase que despercebidos e nos preparam para um momento renovador. Foi mais ou menos assim que o Um fôlego surgiu: quando precisávamos de renovação, de sentir mais e mais vezes o gostinho de algo muito bom que estava por vir.

Imagem: Pinterest

Imagem: Pinterest

Começamos o blog movidas pela vontade de escrever e de dividir com as pessoas as nossas ideias. Com o tempo, nós e ele fomos mudando e, aos poucos, percebemos que a cidade do Rio de Janeiro ganhou um espaço cativo por aqui. Natural. Embora nenhuma das duas seja “carioca da gema”, as duas carregam a Cidade Maravilhosa no coração e morrem de amores por essa metrópole que coleciona elogios e críticas na mesma proporção.

O Rio se tornou uma espécie de trampolim para os nossos interesses. Passamos a observar mais o que está aqui perto para entender o que acontece nesse mundão. O espírito acolhedor da cidade absorve o que vem dos mais variados cantos do mundo, incorpora, transforma e cria suas próprias influências.

Imagens: Instagram

Imagens: Instagram

Sobra inspiração no Rio. Nas ruas, as belezas naturais e as criadas pelo homem fervilham diante dos nossos olhos o tempo inteiro: da fotografia à música, da moda ao grafite, da gastronomia à geografia única e incrível. A cada dia, descobrimos uma novidade e é por isso que o blog existe: para compartilhar com cada leitor o nosso jeito de ver e viver a cidade e o mundo.

O que a gente quer, sempre, é renovar os seus ares, é ser aquele momento em que você para e respira, antes de qualquer coisa boa que está por vir. Trabalhamos para que você encontre nesse espaço um fôlego para visitar um canto novo do Rio, para conhecer pessoas diferentes e projetos inovadores, para ter ideias ousadas, nem que seja recuperando aquela peça de roupa que ficou esquecida no fundo do armário e tem tudo a ver com seu estilo.

Viviane da Costa e Júlia Faria.