Quanto mais intenso, melhor

Jack Kerouac influenciou toda uma geração com seu livro ‘On the road’, de onde saiu a frase aí de cima. Na história, Sal Paradise e Dean Moriarty atravessam os Estados Unidos pela lendária Rota 66. Amores, sexo, drogas, aventuras e perrengues marcam os dias da dupla engajada em desbravar o desconhecido. O livro é considerado a ‘Bíblia’ do movimento de contracultura. Depois de ler as palavras de Kerouac, Bob Dylan fugiu de casa e Jim Morrison criou o ‘The Doors’. Realmente, é quase impossível ler o livro e não se sentir instigado a escapar da nossa zona de conforto. E nem precisa se jogar de cabeça em algo mega radical. Basta acrescentar um pouco de intensidade em tudo o que se faz.

‘On the road’ ganhou os cinemas este ano na adaptação ‘Na estrada’, de Walter Salles. Para ficar com gostinho de ler o livro e ver o filme:

Júlia Faria

E aí, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s