Rapidinho: O emprego

O absurdo pode ser crítico e engraçado, como mostra a animação ‘O emprego’, nossa indicação de hoje. O curta, dirigido pelo argentino Santiago Grasso, já conquistou mais de cem prêmios desde que foi lançado em 2008. O filme tem uma produção caprichosa, afinal, foram necessários 8.600 desenhos feitos à mão para contar a história de seres humanos imersos em uma rotina hipnotizante. A obra propõe algumas reflexões sobre o modelo de trabalho vigente nos nossos dias. As pessoas são levadas a situações extremas, nas quais são retratados como meros objetos que fazem parte da cadeia produtiva. Algo muito parecido com o que Charles Chaplin fez em meados dos anos 30, com ‘Tempos modernos’, mas, agora, com foco maior no mundo empresarial. Até onde essa fixação por trabalho pode nos levar? O resultado proposto pelo curta é bem próximo do real, e também chocante e divertido. Façam uma pausa – antes que vocês pifem – e assistam.

Bom trabalho!

Viviane da Costa

E aí, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s