Expira, inspira: concentre-se e conheça sua mente

c61c545ae8e72916ce851f3f08537e45

Meditar é pop! Basta um passeio pelo Rio ou, mais fácil, uma olhada nas redes sociais para constatar isso. Tenho visto com frequência pessoas reunidas em áreas públicas da cidade praticando algum tipo de exercício que envolva o controle do corpo e da mente. Fotos em Instagram, Pinterest, Facebook e afins, então, nem se fala. Em uma época em que estar conectado ao outro é quase inevitável, parece-me natural que as pessoas procurem estar mais conectadas com si próprias. É preciso equilibrar a balança. 

A meditação mindfulness está entre as mais conhecidas e tem a ver com a percepção e a manipulação das sensações e das emoções. O método, baseado nos ensinamentos de Buda, se popularizou na década passada como uma técnica psicoterapêutica para aliviar o sofrimento dos pacientes. Hoje em dia, os adeptos dessa meditação pregam a concentração e a valorização do momento presente, sem distrações mentais. É como se a gente desativasse por um tempo o pacote de dados do celular e aproveitasse apenas o conteúdo que está dentro do aparelho, sem conexões exteriores. Parece difícil, mas não é tanto, se você começar devagar. Há várias formas de meditação e hoje nós separamos alguns exemplos para vocês.

O vídeo acima faz parte do projeto Whil, que não promete nada, mas tem como missão nos ajudar a alcançar a paz de espírito e a estar calmo em meio ao caos, além de levar os profissionais que hoje estão próximos do esgotamento à prosperidade. Basicamente, o vídeo ensina, em pouco mais de um minuto, e em três etapas, como esvaziar a mente e meditar. Primeiro, você precisa fechar os olhos, respirar profundamente duas vezes e visualizar um ponto simples. Deixe-se levar. Em seguida, leve a sério, pense em um objetivo e estabeleça um prazo. Finalize respirando profundamente mais uma vez, abre bem os olhos e vá em frente. Repita isso de duas a cinco vezes em um dia. Coloquei o exercício em prática para dividir a experiência aqui no blog. O dia da tentativa foi bem interessante. Logo depois da meditação você tem a sensação de ter zerado os problemas, de renovação. Vale o teste!

Há quem prefira atividades em grupo. Mesmo que seja uma meditação e que a ideia seja alcançar o autoconhecimento. Afinal, ter apoio é sempre um estímulo. Se essa pessoa é você, não faltam opções. Uma delas é o Soul Yoga Flow, que surgiu no ano passado e promete aos praticantes – que podem ser de qualquer idade – a união entre o corpo físico ativo e uma mente focada e relaxada. As aulas acontecem na Lagoa Rodrigo de Freitas, até duas vezes na semana.

Um pouco mais antiga – fundada em 1981, a Fundação Arte de Viver propõe o controle do estresse e ganhou força no Brasil há alguns anos. São oferecidos diversos cursos para crianças adolescentes e adultos, como ‘A arte de meditar’ e ‘A arte do silêncio’. É possível, inclusive, se tornar um instrutor da organização, que oferece meditações online, com, pelo menos, quatro modalidades. Conheça detalhes aqui. A Arte de Viver foi criada por Sri Sri Ravi Shankar. Em 2012, ele veio ao Brasil e reuniu mais de seis mil pessoas na Cinelândia, no Rio, para uma meditação coletiva. Não fiz nenhuma das meditações que a organização oferece na internet, mas penso em dar uma chance só pela popularidade.

E você, está esperando o quê?

Viviane da Costa

Um comentário sobre “Expira, inspira: concentre-se e conheça sua mente

  1. Pingback: Expira, inspira: três dicas para ativar sua criatividade | um fôlego

E aí, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s