Melhor do Rio: Tijuca na Copa

A Tijuca é um bairro especial. Moradores de outras regiões da cidade dirão que a afirmação foi feita por um tijucano parcial. E foi mesmo. Na verdade, por uma tijucana. Eu, no caso. Amo a Tijuca de graça e de carteirinha. Cresci no bairro, conheço muitos dos cantos e sou apaixonada. Mas, conheço os problemas e entendo que as pessoas queiram justificativas para minha  paixão. Embora amor não se explique, vamos às evidências: é fácil chegar à Tijuca, tudo fica por perto e a Tijuca é o único bairro que tem nomenclatura especial para os seus moradores. Como não amar?

É claro que a Tijuca é muito mais do que isso. A Tijuca é Usina, Muda, Saens Peña, Maracanã, Afonso Pena, São Francisco Xavier, Praça da Bandeira, Rio Comprido, Estácio e o que mais eu possa ter esquecido. A Tijuca tem uma floresta só dela, ao menos no nome. A Tijuca tem uma das melhores feirinhas de variedades da cidade, com os melhores preços. A Tijuca tem um shopping que já foi alvo de lenda urbana. A Tijuca tem uma infinidade de restaurantes, bares e botecos, para tudo quanto é tipo de paladar. A Tijuca tem um charme que é só dela e características que ainda vão fazê-la aparecer no Um fôlego outras vezes.

Hoje, com a proximidade da Copa, é claro que a Tijuca embeleza nosso blog por causa do futebol. Afinal, o estádio da final do Mundial, o mítico Maracanã, está logo ali. Há também o Alzirão e outros ótimos pontos de concentração para que você e seus amigos acompanhem todos os jogos. Ainda dá para conhecer os torcedores que vão sair do Maraca e comemorar os resultados nas redondezas. Galera, #vaitercopa e já é depois de amanhã!

O Maracanã dispensa maiores apresentações. É um dos estádios mais famosos e admirados do mundo. Não precisa nem ser fã de futebol para conhecer. Antes da Copa, o estádio passou por uma reforma que o modernizou e dividiu opiniões. Os registros acima são do ‘novo’ Maracanã. Sou da turma que acha que o ‘velho’ Maraca tinha mais alma, mais personalidade. De qualquer forma, está lindo por dentro e por fora!

Alzirão é o apelido da rua Alzira Brandão, que fica a poucos quilômetros do estádio. Em 1978, um grupo de amigos se reuniu para acompanhar os jogos da Copa do Mundo da Argentina em uma televisão de 20 polegadas, na esquina da Alzira Brandão com a Conde de Bonfim. Depois das partidas, eles improvisavam um batuque para comemorar os resultados. Desde então, Copa após Copa, a festa foi crescendo, a televisão virou telão, e o batuque deu lugar a shows de grandes artistas. Hoje, o Alzirão é ponto obrigatório para quem gosta de aglomeração de pessoas, troca de calor humano e muita animação.

Quem quer curtir os jogos e a galera, mas prefere ter um pouco mais de conforto para degustar aquela cervejinha acompanhada por um suculento petisco tem opções de sobra. Na Praça Varnhagen fica a chopperia Buxixo, que acabou virando sinônimo do aglomerado de bares da região. Um trecho da Avenida Maracanã será fechado em dias de jogos do Brasil e haverá um telão de LED com três metros de largura para os clientes assistirem aos jogos. Depois das partidas, o Bloco do Buxixo anima a comemoração. Entre os meus preferidos da área estão o Bar do Adão, especializado em pastéis, na rua dos Artistas, 130, e o Bar du Bom, que serve croquetes deliciosos, na rua Felipe Camarão, 165. Há ainda o Rota 66, restaurante mexicano que fica na rua Almirante João Cândido Brasil, 35, e tem, além da comidas apimentadas, big frozens ideais para a turma toda!

Outra praça da Tijuca que reúne bons bares é a Afonso Pena. O Caçador, na rua Martins Pena, 33, e o Sindicato do Chopp, na Afonso Pena, 43, são os mais conhecidos. Como há filiais deles em vários bairros da cidade, recomendo que você deixe para conhecê-los em outra oportunidade. Minha principal indicação é a galeteria Na Brasa Columbia, na Haddock Lobo, 346. Você vai comer o melhor galeto da cidade, acompanhado por uma farofa engordativa e saborosa. O restaurante está sempre cheio, chova ou faça sol, o dia que for. As mesas montadas na calçada não dão conta do público, que fica de pé do lado de fora mesmo, conversando, comendo e bebendo.

Aproveite as nossas sugestões, mas também explore o bairro. Poucos lugares no Rio são tão propícios a descobertas inesperadas quanto a Tijuca. fazer um passeio pelas ruas da Zona Norte e bater o olho naquele boteco que tem um algo a mais é sensacional! Ah, não se esqueça! Na primeira fase da Copa, o Maracanã recebe os seguintes jogos: Argentina x Bósnia; Espanha x Chile e; Equador x França.

Viviane da Costa

E aí, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s