Pitaco: sem idade para ter estilo e criatividade

Iris Apfel

Há alguns dias, comentei com a Vivi que queria escrever um post sobre a Iris Apfel, a senhorinha estilosa na foto acima. Por coincidência, ontem, nós vimos o documentário Advanced Style – terrivelmente traduzido para o português como Vovós Fashion – e eu saí da sala de cinema encantada com o quanto as mulheres retratadas no filme, todas com mais de 60 anos de idade, podem nos fazer aprender sobre estilo, criatividade e a importância de não ter medo de ousar na hora de se vestir.

Como já falamos aqui, ao indicar o documentário como uma das ótimas escolhas do Festival do Rio, Advanced Style é uma extensão do trabalho feito pelo fotógrafo Ari Seth Cohen no blog de mesmo nome. Lá, o americano reúne fotos de mulheres acima dos 60 flagradas nas ruas de Nova York com um visual elegante, criativo e estiloso. O trabalho de Cohen busca reposicionar as mulheres mais velhas no mundo da moda e provar que o estilo pessoal se aprimora com o tempo. Das fashionistas que estampam posts publicados no blog, sete foram escolhidas para o documentário, todas com idade entre 65 e 92 anos. No vídeo, elas expõem sua relação íntima com a moda e comovem pela forma como veem a vida e a passagem dos anos.

Meu encanto por essas mulheres pode ser resumido na frase dita quando as luzes da sala de cinema se acenderam: ‘Quero ser uma vovó fashion no futuro’. Mais do que nos fazer repensar o espaço aberto para mulheres mais velhas na indústria da moda e da publicidade, o documentário e as fotos do blog Advanced Style dão uma lição de criatividade fashion, de que a curiosidade e iniciativa de abrir o guarda-roupas para compor um visual com a sua personalidade não deve ter idade, de que as única regras na hora de se vestir deveriam ser: o que te faz bem e o que te diverte. Quem disse que depois dos 60 não poderemos usar uma tal roupa porque já estaremos velhas demais? Ou ter o cabelo longo? Ou evitar cores vivas? Quem faz suas regras é você, seja aos 20, 30, 40, 50, 60 e por aí vai.

A revista britânica Dazed & Confused, em uma matéria sobre o documentário (vale muito ler!), reúne algumas falas das mulheres presentes no filme. Nós destacamos a de Lynn Dell, de 81 anos, que está naquela categoria de lições das quais deveríamos nos lembrar todos os dias:

Todos os dias, me visto para o teatro da vida. O que isso significa? Significa que temos nos vestir todos os dias, certo? Mas se você não se diverte, isso se torna a coisa mais entediante do mundo. Tudo é melhor quando você está vestido com elegância, você se sente bem. Algumas mulheres só usam roupas de grife, mas isso não é estilo. Isso é moda. Qualquer um pode ir a uma loja e comprar um vestido, porém isso não mostra criatividade.

Portanto, vista-se com criatividade, com alegria, com diversão. Sobre a diferença entre moda e estilo, nós falamos em um próximo post. ;)

Ps.: Para ficar com vontade de assistir ao documentário:

Júlia Faria

Um comentário sobre “Pitaco: sem idade para ter estilo e criatividade

  1. Pingback: Pitaco: porque dinheiro não compra estilo | um fôlego

E aí, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s