Melhor do Rio: dia de compras e fotos na Feira do Rio Antigo

Tudo o que você procurar, na Feira do Rio Antigo vai encontrar. Ou, para os íntimos, na Feira do Lavradio. Neste fim de semana, uma das feiras mais ecléticas, estilosas e cariocas da cidade completou 18 anos. Para comemorar, nós demos um passeio por lá, tiramos muitas fotos (no celular, porque a câmera morreu) e vamos deixar você com água na boca, torcendo muito pela chegada da próxima edição.

Design-2014-11-02-12-38-27

É no primeiro sábado de cada mês que a rua do Lavradio é invadida por centenas de barraquinhas dos mais diversos produtos e serviços. É impossível descrever aqui tudo o que os 450 expositores oferecem ao público. A cada edição, a estimativa é de que 30 mil pessoas passem pela feira. Portanto, há ofertas para agradar o gosto dessa galera toda. Só para citar alguns produtos, fique sabendo que há roupas, almofadas, joias, bijus, móveis, vinis, sapatos, lenços, panos de prato, louças, óculos e licores. Entre novidades – que esbanjam a criatividade e a originalidade de novos artista, estilistas, designers e o que mais pintar – e antiguidades – do tipo bem conservadas, que fazem qualquer um desejar ter nascido no século XVIII, sei lá -, você ainda vai ser perder admirando a arquitetura da rua que é a personagem principal desse passeio. Com menos de um quilômetro de extensão, a Lavradio fica bem no coração da Lapa e da boemia carioca. Une, portanto, renovação e tradição na medida certa.

Além das compras (muitas compras!), você também vai aproveitar diversas manifestações culturais ao longo da rua do Lavradio. Artistas plásticos, músicos e criativos em geral se apresentam em qualquer canto, enchendo a feira de animação e incrementando o espírito de comunidade inerente ao lugar. No sábado passado, por exemplo, tinha um Saci Pererê circulando pela rua, uma roda de capoeira na esquina com a República do Chile, e, claro, alguns grupos de choro tocando em vários pontos. Para comer e beber? Feijoada e chopp, claro. Se você não curte essa escolha, sobram restaurantes na própria Lavradio e nas redondezas para satisfazer seu paladar.

Fora da feira, mas bem pertinho, algumas casas de shows abrem as portas para novas marcas – principalmente de roupas e acessórios – exibirem suas criações. Eu passei pelo Mercado Mistureba, na Choperia Brazooka, e pelo Retoke Bar, no Teatro Odisseia. Os dois têm ofertas bem parecidas, portanto, vale garimpar cada lojinha em busca daquela peça que você tanto deseja. Uma dica: leve dinheiro. Para os bazares e a feira. Muitos comerciantes aceitam cartões, mas nem todos. Imagina se você se apaixona por um vinil e não tem verba para levá-lo para casa. Seria triste. Portanto, escolha uma roupa confortável, mantenha-se hidratado e prepare-se para caminhar e descobrir achados que você nem sabia que queria!

E se você pretende passear pela rua do Lavradio antes da próxima feira, confira a exposição ‘Mulheres de Ziraldo’, na Galeria Scennarium, que fica em cartaz só até o dia 29 de novembro. O cartunista pintou quinze telas de quase dois metros de altura, inspirado em mulheres como Marilyn Monroe, e em artistas como Picasso. Apesar de pequena, a mostra é encantadora e vale a visita.

*Conheça mais sobre o Rio de Janeiro aqui.

Viviane da Costa

E aí, o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s